What's happening?

Vídeo 230 Views Report Error

  • DUBLADO
Toy Story – Um Mundo de Aventuras

Toy Story – Um Mundo de Aventuras

Ao infinito... e além!Oct. 30, 1995USA81 Min.G
Your rating: 0
10 1 vote

Sinopse

Toy Story – Um Mundo de Aventuras

Quando um reluzente ‘ranger’ do espa√ßo chamado Buzz Lightyear invade o mundo de um cowboy de corda chamado Woody, desencadeia uma hilariante briga entre brinquedos. Agora o favoritismo de Woody no cora√ß√£o do seu jovem dono est√° em perigo… assim como as vidas de Buzz e Woody.

Crítica

Toy Story¬†√© uma evid√™ncia inquestion√°vel de que uma trama elaborada n√£o √© t√£o significativa quanto uma narrativa competente: partindo de uma premissa cuja simplicidade √© dif√≠cil de negar (brinquedos que vivem e n√£o deixam seus donos saberem disso), o primeiro longa-metragem inteiramente realizado em computa√ß√£o gr√°fica a ser lan√ßado (at√© hoje h√° discuss√Ķes sobre qual filme foi produzido antes: este ou o brasileiro¬†Cassiopeia, que estreou em 1996) compreende que Cinema √© uma Arte visual onde o que realmente importa n√£o √© a¬†hist√≥ria, mas a¬†forma¬†como esta √© desenvolvida. Assim, √† medida que a pel√≠cula avan√ßa, cada vez mais temos a sensa√ß√£o de que o diretor John Lasseter aproveitou todas as chances que tinha para transformar este projeto da Pixar¬†num entretenimento de qualidade invej√°vel e exemplar, surgindo como um filme disposto a debater temas como autoaceita√ß√£o e concilia√ß√£o do velho com o novo, mas que, para isso, adota t√°ticas inteligentes.

Escrito a oito m√£os por Joss Whedon, Andrew Stanton, Joel Cohen e Alec Sokolow com base num argumento assinado por outros quatro nomes (um n√ļmero t√£o grande de roteiristas costuma resultar em fracasso, mas aqui temos uma exce√ß√£o), o longa tem in√≠cio com uma excelente cena que mostra o menino Andy brincando com seu boneco favorito: o xerife Woody. Logo de cara a produ√ß√£o nos apresenta a um mundo criativo que encanta gra√ßas ao estilo de vida particular dos brinquedos, envolvendo conceitos curiosos que v√£o desde uma reuni√£o convocada para alertar que um anivers√°rio¬†est√° chegando at√© um grupo de ‚Äúalien√≠genas‚ÄĚ que, vivendo dentro de uma daquelas m√°quinas onde pel√ļcias s√£o adquiridas atrav√©s de um controle,¬†tratam a garra como uma deidade. Claro que, com isso, o¬†design¬†de produ√ß√£o encontra a oportunidade perfeita para exibir criatividade m√°xima, retratando o quarto de Andy como um ambiente alegre e cheio de nuvens, arquiteturas extravagantes e cores fortes ‚Äď o que vai de encontro com a escurid√£o da habita√ß√£o de Sid¬†(um garoto problem√°tico que adora torturar brinquedos), iluminada com luz negra e enfeitada com itens amedrontadores criados a partir dos restos disformes de bonecos.

Mas √© claro que seria imposs√≠vel falar sobre¬†Toy Story¬†sem abordar seus valores de produ√ß√£o inovadores: ainda que tenham constru√≠do moldes de argila para dar in√≠cio √† renderiza√ß√£o, os animadores merecem aplausos pela imensa fluidez existente nos movimentos e express√Ķes faciais de cada um dos personagens, mantendo uma l√≥gica f√≠sica ao fazer com que Buzz Lightyear sofra algumas dificuldades para atravessar uma cerca com um foguete preso nas costas. Al√©m disso, a equipe t√©cnica se destaca concebendo detalhes pequenos como as dobraduras costuradas de Woody, as juntas esf√©ricas de Buzz¬†e a textura pl√°stica dos brinquedos do quarto de Andy, obtendo um grau ainda mais elevado de preciosismo ao revelarem partes verdes do corpo de Lightyear brilhando no escuro. Da mesma forma, a fotografia √© digna de nota por caracterizar cada um dos m√ļltiplos cen√°rios visitados pelos personagens com tons e colora√ß√Ķes distintas enquanto a montagem adiciona energia √† narrativa e alterna com efic√°cia entre cenas ambientadas dentro ou fora do quarto de Andy a partir do segundo ato da proje√ß√£o.

Toy Story – Um Mundo de Aventuras

Ainda assim, o principal fator que torna¬†Toy Story¬†uma experi√™ncia t√£o fabulosa certamente reside na personalidade dos brinquedos: exibindo uma lealdade que automaticamente leva o p√ļblico a admir√°-lo, Slinky¬†atrai tanto quanto o Porquinho, que, por sua vez, soa como um sujeito t√£o sagaz quanto divertido. E se a pastora Betty mostra-se ador√°vel como o interesse amoroso de Woody, o fr√°gil dinossauro Rex¬†desperta risadas gra√ßas √†s suas constantes tentativas fracassadas de provocar algum susto em seus amigos, ao passo que o ranzinza¬†Sr. Cabe√ßa-de-Batata apresenta-se como o dono de alguns dos melhores momentos c√īmicos do longa, partindo de uma brincadeira envolvendo as obras de Picasso at√© uma¬†gag¬†visual envolvendo um carrinho de controle remoto durante o terceiro ato. Por fim, o gracioso caub√≥i Woody exp√Ķe um sentimento de inveja escancarado que se op√Ķe √† ternura existente em seu √Ęmago e que torna-se cada vez mais evidente conforme o personagem √© desenvolvido, ao mesmo tempo em que o patrulheiro espacial Buzz Lightyear¬†conta com boas inten√ß√Ķes e um charme espirituoso que cativa imediatamente o espectador; algo que faz com que sua reviravolta emocional¬†soe profundamente comovente.

Por falar em Woody e Buzz, √© na intera√ß√£o entre estes que encontra-se a for√ßa motriz da narrativa: propensos a brigar desde o instante em que se conhecem, os dois bonecos se desentendem gra√ßas √† inveja de um destes e finalmente come√ßam a estabelecer uma rela√ß√£o de amizade no ter√ßo final da pel√≠cula, comprovando que o quarteto de roteiristas foi capaz de entender o conceito de arco dram√°tico e evoluir a dupla de personagens (e eles realmente mudam no decorrer do filme por raz√Ķes satisfat√≥rias). Como complemento, √© intrigante perceber que a din√Ęmica entre os dois brinquedos define a import√Ęncia da antiguidade conviver em harmonia com a atualidade e chega a encontrar ecos na pr√≥pria trajet√≥ria do Cinema: se os faroestes haviam sido preservados desde 1903 (com a estreia de¬†O Grande Roubo do Trem) at√© enfraquecerem por volta dos anos 1960 e 70, o p√ļblico logo demonstrou claro interesse em g√™neros e estilos diferentes como, por exemplo, aventuras espaciais. Basta substituir as palavras ‚Äúfaroestes‚ÄĚ e ‚Äúaventuras espaciais‚ÄĚ por ‚ÄúWoody‚Ä̬†e ‚ÄúBuzz Lightyear‚ÄĚ e saber√° aonde quero chegar.

Toy Story – Um Mundo de Aventuras

Acompanhado pela √≥tima trilha incidental de Randy Newman¬†(que adiciona ao longa a leveza ideal e leva o p√ļblico √† loucura no cl√≠max da proje√ß√£o),¬†Toy Story¬†√© o tipo de filme que leva o espectador √† maravilhosa sensa√ß√£o de voltar a ser crian√ßa sem desrespeit√°-lo ‚Äď e mesmo que seu roteiro traga alguns probleminhas (como coincid√™ncias ocasionais), n√£o h√° um √ļnico que resista ao carisma esmagador dos brinquedos ou ao terceiro ato eletrizante que inclui um dos momentos mais emblem√°ticos que a Pixar j√° produziu at√© hoje: aquele que mostra uma¬†‚Äúqueda com estilo‚ÄĚ (estou tentando ser o mais vago poss√≠vel). Embora os aspectos t√©cnicos da obra representem uma revolu√ß√£o, s√£o os personagens envolventes e a dire√ß√£o impec√°vel de John Lasseter¬†que realmente tornam¬†Toy Story¬†t√£o poderoso e inesquec√≠vel.

Toy Story – Um Mundo de Aventuras
Toy Story – Um Mundo de Aventuras
Toy Story – Um Mundo de Aventuras
Toy Story – Um Mundo de Aventuras
Toy Story – Um Mundo de Aventuras
Toy Story – Um Mundo de Aventuras
Título original Toy Story
IMDb Rating 8.3 896,628 votes
TMDb Rating 7.9 12,387 votes

Director

Elenco

Tom Hanks isWoody (voice)
Woody (voice)
Tim Allen isBuzz Lightyear (voice)
Buzz Lightyear (voice)
Don Rickles isMr. Potato Head (voice)
Mr. Potato Head (voice)
Jim Varney isSlinky Dog (voice)
Slinky Dog (voice)
Wallace Shawn isRex (voice)
Rex (voice)
John Ratzenberger isHamm (voice)
Hamm (voice)
Annie Potts isBo Peep (voice)
Bo Peep (voice)
John Morris isAndy (voice)
Andy (voice)
Erik von Detten isSid (voice)
Sid (voice)
Laurie Metcalf isMrs. Davis (voice)
Mrs. Davis (voice)
Compartilhamento0

Títulos Similares

Terror no P√Ęntano 2
Di√°rio de um Banana: Caindo na Estrada
A Fant√°stica F√°brica de Chocolate
Esqueceram de Mim 2: Perdido em Nova York
Shrek 2
Enquanto Somos Jovens
Alice J√ļnior
America: The Motion Picture
A Montanha Enfeitiçada
Pixels
Tinker Bell e O Resgate das Fadas
Vai que D√° Certo 2

Deixe um coment√°rio

Name *
Add a display name
Email *
Your email address will not be published