What's happening?

Vídeo 228 Views Report Error

  • Watch trailer
  • DUBLADO
Rainhas do Crime

Rainhas do Crime

Aug. 08, 2019USA102 Min.R
Your rating: 0
9 1 vote

Sinopse

Rainhas do Crime

Nova York, janeiro de 1978. Kathy (Melissa McCarthy), Ruby (Tiffany Haddish) e Claire (Elisabeth Moss) s√£o casadas com mafiosos irlandeses, que comandam os neg√≥cios em Hell’s Kitchen. Quando eles s√£o presos pela pol√≠cia, o trio fica a merc√™ de Little Jackie (Myk Watford), o novo chef√£o local, que se recusa a lhes dar o dinheiro necess√°rio para seu sustento. Com isso, Kathy, Ruby e Claire decidem unir for√ßas para criar sua pr√≥pria “fam√≠lia”, oferecendo apoio e prote√ß√£o a pequenos comerciantes locais. Com o tempo, o poder das mulheres cresce ao ponto n√£o s√≥ de incomodar Little Jackie, mas tamb√©m chamar a aten√ß√£o da m√°fia italiana.

Crítica

A can√ß√£o de abertura de¬†Rainhas do Crime¬†n√£o poderia ser mais apropriada: “It’s a man’s man’s man’s world”, cl√°ssico de¬†James Brown, n√£o apenas retrata a realidade existente na Nova York dos anos 1970 como, tamb√©m, prenuncia o qu√£o dif√≠cil ser√° a jornada das tr√™s personagens principais deste longa-metragem, que precisam assumir as r√©deas da vida ao estabelecer sua pr√≥pria c√©lula mafiosa – o que, √© claro, n√£o agrada nem um pouco os demais n√ļcleos, todos comandados por homens. Tamanho contraste √© o que h√° de mais valioso neste longa de estreia da diretora¬†Andrea Berloff, n√£o s√≥ pela invers√£o de valores mas, especialmente, pelo panorama social retratado.

Para tanto, Berloff – que tamb√©m assina o roteiro – habilmente vai al√©m do material que possu√≠a em m√£os: da graphic novel “The Kitchen”, criada pela dupla¬†Ollie Masters¬†e¬†Ming Doyl, pode-se dizer que pouco foi aproveitado al√©m do conceito inicial e alguns coadjuvantes, ainda assim realocados nesta narrativa. Se nos quadrinhos o trio formado por Kathy, Ruby e Claire por vezes soa raso e at√© mal aproveitado, especialmente Claire, aqui cada uma delas ganha dimens√Ķes bem mais aprofundadas, a partir de uma contextualiza√ß√£o que ressalta os abusos sofridos pela l√≥gica cotidiana de que “mulher serve apenas para fazer beb√™s” – palavras do filme, √© bom ressaltar. Entalado na garganta, o grito de liberdade veio na √ļnica forma poss√≠vel diante da realidade por elas conhecida: atrav√©s da viol√™ncia.

Neste aspecto, a diretora/roteirista bebe diretamente dos filmes de¬†Scorsese¬†para estabelecer uma est√©tica das ruas facilmente reconhec√≠vel por quem j√° assistiu¬†Taxi Driver,¬†Cassino¬†ou¬†Os Bons Companheiros, seja pela fotografia suja ou mesmo pela crueza dos atos retratados. Ainda assim, por mais que haja um grau consider√°vel de viol√™ncia no filme, Berloff √†s vezes poupa o p√ļblico de momentos mais expl√≠citos – leia-se sangrentos -, usando enquadramentos de c√Ęmera mais para insinuar do que mostrar, o que contrasta com a proposta realista do longa-metragem. O apuro no figurino e em penteados, al√©m dos variados carros antigos em cena, demonstram um bem-vindo zelo na representa√ß√£o de √©poca, que auxilia (bastante) na veracidade em torno da hist√≥ria apresentada.

Rainhas do Crime

Entretanto, por mais que haja tamanho capricho no entorno e boas atua√ß√Ķes das tr√™s protagonistas – especialmente¬†Melissa McCarthy, gra√ßas √† inseguran√ßa no olhar -,¬†Rainhas do Crime¬†peca por uma narrativa extremamente did√°tica e esquem√°tica, que por vezes descamba para o desleixo. Isto acontece especialmente na sequ√™ncia derradeira de Little Jackie (Myk Watford, vilanesco), t√£o s√ļbita quanto mal fotografada, ao ponto de mal ser poss√≠vel identificar o personagem antes de ser nomeado. A apari√ß√£o de Gabriel (Domhnall Gleeson, correto) tamb√©m traz ares de ex-machina, salvador da p√°tria que surge do nada, por mais que sua din√Ęmica com¬†Elizabeth Moss¬†seja interessante.

Por outro lado, mesmo com tais problemas de estrutura√ß√£o, √© importante ressaltar a proeza de Berloff em melhorar o material original, ao ponto n√£o s√≥ de trazer mais subst√Ęncia √†s personagens como, tamb√©m, enfoques inexistentes na graphic novel. Um deles √© a contextualiza√ß√£o dos negros em meio √† guerra das m√°fias, a partir da boa escala√ß√£o de Tiffany Raddish, outro √© atrav√©s da √≥tima coadjuvante interpretada por¬†Margo Martindale, homenagem expl√≠cita a¬†O Poderoso Chef√£o¬†– com o sexo invertido, √© claro.

Com uma trilha sonora recheada de √≠cones dos anos 1970,¬†Rainhas do Crime¬†√© um filme mais interessante pelo que prop√Ķe a ser do que propriamente pelo que entrega. O melhor exemplo talvez seja seu desfecho, surpreendente pela fuga do clich√™ mas ao mesmo tempo mal constru√≠do, como se o que acontece fosse mais relevante do que o como acontece. Ainda assim, vale uma conferida pela raridade do proposto, seja pela conjuntura social de um n√ļcleo mafioso comandado por mulheres ou mesmo pelo fato que um filme deste subg√™nero seja dirigido por uma mulher, o que traz maior propriedade √† hist√≥ria em quest√£o.

Rainhas do Crime
Rainhas do Crime
Rainhas do Crime
Rainhas do Crime
Título original The Kitchen
IMDb Rating 5.5 16,407 votes
TMDb Rating 6.3 258 votes

Director

Elenco

Tiffany Haddish isRuby O'Carroll
Ruby O'Carroll
Elisabeth Moss isClaire Walsh
Claire Walsh
Domhnall Gleeson isGabriel O'Malley
Gabriel O'Malley
Common isGary Silver
Gary Silver
Margo Martindale isHelen O'Carroll
Helen O'Carroll
Bill Camp isAlfonso Coretti
Alfonso Coretti
Brian d'Arcy James isJimmy Brennan
Jimmy Brennan
James Badge Dale isKevin O'Carroll
Kevin O'Carroll
Alicia Coppola isMaria Coretti
Maria Coretti
Compartilhamento0

Títulos Similares

Freaks Out
Run Hide Fight
Os Mercen√°rios
Kong: A Ilha da Caveira
Upgrade: Atualização
13¬ļ Distrito
Rota de Fuga 2
S.W.A.T. РOperação Escorpião
Resident Evil: O Hóspede Maldito
Atentado ao Hotel Taj Mahal
Corrida Mortal 4 РAlém da Anarquia
Caçada Brutal

Deixe um coment√°rio

Name *
Add a display name
Email *
Your email address will not be published