What's happening?

Vídeo 116 Views Report Error

  • DUAL AUDIO
In My Room

In My Room

Jul. 01, 2018Germany120 Min.TV-MA
Your rating: 0
7 1 vote

Sinopse

In My Room

Aos quarenta anos de idade, Armin (Hans Löw) está entediado, ele trabalha como freelancer e ganha pouco dinheiro. Durante a noite, ele frequenta festas noturnas e se relaciona com mulheres muito mais jovens. Ele sabe que as coisas não vão bem, mas não acredita que possa ser capaz de mudar sua vida.

Crítica

O que você faria se acordasse um dia e descobrisse que o resto do mundo desapareceu? Se caminhasse pelas ruas e visse casas vazias, carros abandonados, percebendo ser o último ser humano do planeta, cercado apenas por animais? Buscaria uma solução, faria sua própria investigação?  No caso deste drama alemão, o protagonista Armin (Hans Löw) não faz quase nada. Ele retorna à casa onde nasceu, passa a viver como fazendeiro, cuidando dos bichos tranquilamente.

 

In My Room surpreende pela recusa ao espetáculo. Num contexto hollywoodiano, a mesma premissa seria o ponto de partida para um suspense inquietante, ou uma ação frenética. Mas neste caso, Armin sequer pretende descobrir de onde veio o problema. É compreensível que o filme não queira dar explicações, mas pouco verossímil que o personagem não fique nem um pouco curioso diante da situação. Inicialmente, a jornada poderia ser uma metáfora do luto, já que o operador de câmera de 40 anos de idade acaba de perder a avó, de quem era muito próximo. Mas o roteiro evita este caminho. A solidão representa apenas a própria solidão.

 

O diretor Ulrich Köhler aposta, portanto, numa aventura anticlimática. Depois de apresentar longamente a personalidade de Armin, essas informações são pouco exploradas no mundo distópico. De repente, ele se revela um exímio agricultor e fazendeiro, embora não soubéssemos de sua relação com a natureza. Quando a inação começa a dar sinais de desgaste, o roteiro convenientemente traz uma mulher humana, de idade próxima à do personagem, e também sobrevivente desta calamidade silenciosa. Obviamente, eles se aproximam, se unem, num idílio de Adão e Eva.

 

É difícil perceber onde o cineasta pretende levar a sua história. A personalidade da garota é mal resolvida – seus gestos violentos soam abruptos – os atores têm atitudes vacilantes, ora pacíficos, ora irritadiços. A câmera se limita a observá-los de modo apático, nem se aproximando dos corpos, nem abrindo os enquadramentos a ponto de inseri-los numa imensidão vazia. Köhler desfila nu durante diversas cenas, sem explicação concreta para tal. Quem tem um chuveiro à disposição, mas prefere tomar banho com garrafa de água mineral? Quem tira todas as roupas durante um incêndio para sair de casa nu? Ocasionais momentos de humor tratam de lembrar que o projeto não se leva muito a sério.

In My Room

Se a intenção era provocar um estranhamento, In My Room certamente atinge seus objetivos. A narrativa se fecha de modo competente, pelo menos indicando os rumos que Armin e Kirsi (Elena Radonicich) devem tomar. Mas para o espectador, fica a impressão de que nunca realmente entramos naquele universo, e que a realidade da solidão e do desaparecimento tampouco foi experimentada pelos personagens. Diante da tela do cinema, atravessamos este enigma incólumes.

In My Room
In My Room
In My Room
Título original In My Room
IMDb Rating 6.3 857 votes
TMDb Rating 5.8 13 votes
Compartilhamento0

Títulos Similares

Alice e Peter – Onde Nascem os Sonhos
Nash Bridges
O Rei Leão
Filhas do Sol
O Dia do Atentado
Obsessão Perigosa
Runt
Eternal Winter
Midway Batalha em Alto Mar
Além da Realidade
Payback
To: Gerard

Deixe um comentário

Name *
Add a display name
Email *
Your email address will not be published