What's happening?

Vídeo 248 Views

  • Watch trailer
  • DUBLADO
  • Principal HD
Coraline e o Mundo Secreto

Coraline e o Mundo Secreto

Feb. 05, 2009USA100 Min.PG
Your rating: 0
10 1 vote

Sinopse

Coraline e o Mundo Secreto

Entediada em sua nova casa, Caroline Jones (Dakota Fanning) um dia encontra uma porta secreta. Através dela tem acesso a uma outra versão de sua própria vida, a qual aparentemente é bem parecida com a que leva. A diferença é que neste outro lado tudo parece ser melhor, inclusive as pessoas com quem convive. Caroline se empolga com a descoberta, mas logo descobre que há algo de errado quando seus pais alternativos tentam aprisioná-la neste novo mundo.

Crítica

Tem muita gente que acha que o diretor de¬†O Estranho Mundo de Jack¬†√© o aclamado ‚Äď mas repetitivo ‚Äď Tim Burton. Pois √©: tem muita gente errada.

O diretor do mais famoso desenho animado em stop-motion (técnica de animação com bonecos que são movimentados à mão, quadro-a-quadro, 24 vezes por segundo) é, na verdade, Henry Selick. Tim Burton produziu O Estranho Mundo de Jack apenas. O que ele dirigiu com essa técnica foi Noiva Cadáver e, mais recentemente, Frankenweenie. Independente disso, é fato que tanto O Estranho Mundo de Jack quanto Noiva Cadáver e Frankenweenie são primores dessa técnica.

No entanto,¬†Coraline¬†consegue, talvez, ser ainda melhor que os demais. M√©rito de Henry Selick que novamente insistiu na t√©cnica que o deixou famoso. N√£o sei exatamente explicar o que diferencia o stop-motion da computa√ß√£o gr√°fica estilo Pixar sob o ponto de vista do espectador m√©dio, mas h√° diferen√ßas palp√°veis. Talvez saber que um filme foi feito em¬†stop-motion¬†nos fa√ßa dar mais valor a ele pois, afinal de contas, cada segundo do filme gerou a movimenta√ß√£o dos bonecos e do cen√°rio 24 vezes. Fa√ßam as contas e vejam quantas vezes a c√Ęmera parou para os t√©cnicos movimentarem os personagens, as √°rvores e tudo mais que vemos diante das c√Ęmeras¬†e imaginem o pesadelo log√≠stico que deve ser isso. Filmes bons em¬†stop-motion¬†merecem todos os elogios e apoio dos espectadores. N√£o √© √† toa que¬†O Estranho Mundo de Jack¬†√© reprisado todos os anos nos cinemas americanos, na semana do Halloween.

Coraline¬†vai dois passos al√©m em compara√ß√£o com seus antecessores: √© o primeiro¬†stop-motion¬†filmado diretamente em 3D e √© baseado em obra liter√°ria (que depois foi adaptada para quadrinhos) de ningu√©m menos do que Neil Gaiman. √Č o avan√ßo tecnol√≥gico (duvido em geral, no caso do 3D) e o contar hist√≥rias de Gaiman reunidos em um s√≥ pacote.

Sobre o 3D, essa t√©cnica, apesar de usada e abusada pelos est√ļdios americanos, tem sido instrumento narrativo de algumas poucas obras que se destacam no meio de um manancial de armadilhas para o nosso dinheiro. Minha posi√ß√£o sobre o 3D √© bastante √≥bvia e j√° a deixei clara nesse artigo¬†aqui, mas basta dizer que a considero in√ļtil 99% das vezes. Apesar de¬†Coraline¬†n√£o entrar na minha lista pessoal de ‚Äúmelhor uso de 3D‚ÄĚ, a grande verdade √© que o esfor√ßo de Selick merece reconhecimento, pois a t√©cnica acaba¬†enriquecendo a narrativa nos ajudando a efetivamente entrar em seu colorido mundo alternativo (ou ‚Äúmundo secreto‚ÄĚ do desnecess√°rio sub-t√≠tulo em portugu√™s).

Sobre Neil Gaiman, ele √© o criador de hist√≥rias sensacionais, conhecido pelo cl√°ssico¬†Sandman, o psicod√©lico ‚Äúsuper-her√≥i‚ÄĚ dos sonhos e, no cinema, por¬†Stardust: O Mist√©rio da Estrela¬†e¬†M√°scara da Ilus√£o, dois √≥timos filmes, especialmente o segundo. Seu estilo neo-g√≥tico √© carregado perfeitamente bem para dentro da hist√≥ria, em um trabalho mais assustador do que qualquer outra coisa.

A fita narra a história de Coraline, uma menina que se muda com os pais para um casarão rosa. Eles são severos e trabalham o tempo todo escrevendo livros de jardinagem, apesar de não gostarem de jardins, atividade que lhes toma todo o tempo disponível, afastando-os da menina. Coraline, então, sai explorando o terreno e a casa e acaba encontrando um garoto estranho que é neto da proprietária da mansão e, também, os três outros inquilinos: duas senhoras que outrora foram atrizes de teatro e que, hoje, vivem do passado junto com seus cães Terrier (e vários outros empalhados como se fossem anjinhos de presépio) e um malabarista louco que tem um circo de camundongos saltadores, mas que ele não mostra para ninguém.

Coraline e o Mundo Secreto

Nesse ambiente, Coraline acaba se sentindo sozinha e esbarra em uma porta secreta que se abre para outro mundo, uma esp√©cie de outra dimens√£o em que seus ¬†pais alternativos s√≥ d√£o aten√ß√£o √† ela e seus vizinhos s√£o, digamos, mais coerentes. O √ļnico problema √© que, nesse mundo, todas as pessoas, inclusive seus pais, t√™m bot√Ķes no lugar dos olhos. Coraline ent√£o descobre que nem tudo s√£o flores e sua aventura come√ßa a ficar perigosa.

Apesar de ser vendido como uma obra infantil,¬†Coraline¬†n√£o √© para os bem pequenos. S√≥ o conceito de bot√Ķes no lugar de olhos ‚Äď tal qual bonecas antigas ‚Äď j√° √© bastante tenebroso, algo que, quem conhece, sabe ser¬†bem no estilo de Neil Gaiman. Mas o que realmente retira¬†Coraline¬†da categoria de ‚Äúfilmes para criancinhas‚ÄĚ √© sua atmosfera g√≥tica e escurecida. O¬†design¬†de produ√ß√£o √© preciso na cria√ß√£o de elementos fant√°sticos que assombram pela originalidade, sem se preocupar com a beleza em seu conceito pasteurizado que aprendemos a gostar. Assim, dos personagens √†s casas e aos animais, passando pelos objetos do dia-a-dia e vegeta√ß√£o, nada √© de aceita√ß√£o autom√°tica. Somos for√ßados a nos despir do que esperamos para sermos agraciados com generosas doses de originalidade e, sim, genialidade.

Coraline e o Mundo Secreto

A fotografia, tamb√©m emulando a atmosfera g√≥tica, trabalha com ilumina√ß√£o esparsa, usada de maneira cadenciada e precisa para nos passar, ao mesmo tempo, deslumbramento e assombra√ß√£o. Isso pode ser visto especialmente quando Coraline rasteja pelos mais diversos lugares escuros ou quando atravessa o ‚Äúportal para a outra dimens√£o‚ÄĚ. A trilha sonora, composta por¬†Bruno Coulais¬†e por¬†They Might Be Giants¬†alterna entre tons de¬†thriller¬†de suspense e de melancolia, em uma mescla que n√£o s√≥ nos faz enxergar o √Ęmago da entristecida mas valente Coraline, como combina perfeitamente bem com a atmosfera criada pelo¬†design¬†de produ√ß√£o e fotografia. √Č como assistir e ouvir um pesadelo benigno, se √© que algo assim realmente pode existir.

No final das contas, a¬†hist√≥ria, que conta com mensagem importante e muito necess√°ria nos dias de hoje (d√™ valor ao que voc√™ tem!) e roteiro impec√°vel, somada √† realmente impressionante¬†qualidade do¬†stop-motion, torna¬†Coraline¬†um grande filme para todas as gera√ß√Ķes, ainda que os mais novos v√£o se assustar mais do que extrair a moral da hist√≥ria.

Coraline e o Mundo Secreto
Coraline e o Mundo Secreto
Título original Coraline
IMDb Rating 7.7 199,613 votes
TMDb Rating 7.6 3,879 votes

Director

Henry Selick
Director

Elenco

Dakota Fanning isCoraline Jones (voice)
Coraline Jones (voice)
Teri Hatcher isMel Jones / Other Mother (voice)
Mel Jones / Other Mother (voice)
Jennifer Saunders isApril Spink (voice)
April Spink (voice)
Dawn French isMiriam Forcible (voice)
Miriam Forcible (voice)
Keith David isCat (voice)
Cat (voice)
John Hodgman isCharlie Jones / Other Father (voice)
Charlie Jones / Other Father (voice)
Robert Bailey Jr. isWyborne
Wyborne "Wybie" Lovat (voice)
Ian McShane isMr. Sergei Alexander Bobinsky / Other Bobinsky (voice)
Mr. Sergei Alexander Bobinsky / Other Bobinsky (voice)
Aankha Neal isSweet Ghost Girl (voice)
Sweet Ghost Girl (voice)
George Selick isGhost Boy (voice)
Ghost Boy (voice)
Compartilhamento0

Títulos Similares

Encantada
Batman Ninja
Como Treinar o Seu Drag√£o 3
Pets: A Vida Secreta dos Bichos 2
Lilo & Stitch 2: Stitch Deu Defeito
Godzilla: Cidade no Limiar da Batalha
A FAMOSA INVAS√ÉO DOS URSOS NA SIC√ćLIA
Uma Batalha de Fé
Toca
Drag√Ķes: Equipe de Resgate – Em Busca do Drag√£o Dourado
As Aventuras de Tadeo 2: O Segredo do Rei Midas
Astro Kid

Deixe um coment√°rio

Name *
Add a display name
Email *
Your email address will not be published