What's happening?

Vídeo 126 Views Report Error

  • DUAL AUDIO
A Nossa Espera

A Nossa Espera

Oct. 03, 2018Belgium98 Min.PG
Your rating: 0
5 1 vote

Sinopse

A Nossa Espera

Olivier está lutando com seus companheiros no trabalho contra as injustiças, mas uma noite sua esposa Laura deixa ele e os filhos nos 9 e 6 anos. Agora ele deve enfrentar outra luta e enfrentar suas novas responsabilidades. Ele consegue encontrar um novo equilíbrio?

Crítica

Por mais que traga um início instigante, A Nossa Espera passa ao espectador uma mensagem enganosa – ou ao menos não tão fiel ao que o filme se propõe a ser. O retrato seco e direto acerca do ambiente de trabalho em uma fábrica logo expõe o lado cruel do capitalismo, incapaz de reconhecer a dedicação e o histórico de funcionários em nome de uma eficácia que, muitas vezes, descarta pessoas com imensa facilidade. Não por acaso, o diretor Guillaume Senez situa esta história em pleno inverno, de forma que a frieza seja não apenas palpável, pela ausência de condições de trabalho adequadas, mas também no convívio entre chefes e subordinados, pautado muito mais por números e metas do que qualquer afetividade.

Dentre este cenário, está Olivier (Romain Duris, em boa atuação). Politizado e dedicado, ele defende os colegas de trabalho diante as injustiças do dia a dia e, muitas vezes, precisa lidar com o fracasso em tamanha batalha. Os 15 minutos iniciais apontam que A Nossa Espera será um filme profundamente idealista, deliberando sobre a complexa relação entre empregados e empregadores no mundo atual, mas não é bem este o objetivo do roteiro coescrito pelo diretor e Raphaëlle Desplechin. Isto porque, logo a seguir, a esposa de Olivier desaparece, sem deixar rastros.

Aos poucos, A Nossa Espera deixa de lado o ambiente corporativo para esmiuçar a vida pessoal deste homem tão engajado, agora precisando lidar sozinho com a criação de dois filhos pequenos e, também, a sensação intrínseca de abandono. É ao encampar seu título que o longa-metragem assume uma complexidade que engloba do desprezo à raiva, do desespero à dependência, em busca de possíveis soluções para seguir em frente a partir de uma dinâmica até então impensável dentro do núcleo familiar. Para tanto, Senez recorre bastante ao peso do silêncio como forma de ressaltar a dor íntima de seus personagens principais, abrindo mão de uma trilha sonora instrumental em nome de canções ocasionais, pontuadas aqui e ali. Os diálogos ríspidos mais uma vez reaparecem, mas em contexto bem diferente do início desta história.

Por mais que tal mudança de tom seja um tanto quanto brusca dentro da narrativa, a condução desta nova realidade apresenta um desmoronamento pessoal e profissional de forma a construir uma nova realidade, calcada em outras necessidades. Este, no fim das contas, é o grande objetivo do longa-metragem: mais do que simplesmente apontar o dedo a algo que se discorda, A Nossa Espera ressalta que a vida não é binária, havendo uma variedade de fatores que podem (ou não) influenciar decisões, mesmo diante de crenças pessoais. “Há mais mistérios entre o céu e a terra do que supõe a nossa vã filosofia”, assim diria Shakespeare.

A Nossa Espera

Bem dirigido na construção deste ambiente, A Nossa Espera é um bom filme que faz refletir sobre questões bastante próximas envolvendo a vida contemporânea. Com um desfecho potente e doloroso, merece destaque também pela simples e sábia lição sobre o valor da democracia.

A Nossa Espera
A Nossa Espera
A Nossa Espera
A Nossa Espera
A Nossa Espera
A Nossa Espera
Título original Nos batailles
IMDb Rating 6.8 1,179 votes
TMDb Rating 6.5 87 votes
Compartilhamento0

Títulos Similares

Brawler – Duelo de Sangue
A Última Música
Bastardos Inglórios
Uma Última Vez
As Cores do Amor
Obsessão Perigosa
Pai em Dobro
Águas Rasas
Antes Que Eu Vá
O Perfeito Sr. Cha
Cortex
Kardec: A História por Trás do Nome

Deixe um comentário

Name *
Add a display name
Email *
Your email address will not be published